Prefeitura de Sirinhaém abre sindicância sobre leilão de Automóveis na gestão de France Hacker

A Prefeitura de Sirinhaém abriu sindicância para apurar possíveis irregularidades no leilão ocorrido na gestão anterior, que apontam indícios de falha na avaliação nos valores dos automóveis. Como exemplo, duas Amaroks (ano 2015) foram arrematadas por R$ 35 mil e R$ 40 mil, valores bem abaixo dos praticados no mercado.

Entre os indícios de irregularidades, não houve comprovação de que os veículos realmente não serviam para uso, além de vícios no edital para o chamamento da empresa leiloeira.

“Assim visando a transparência e o melhor uso do bem público, bem como prestar contas de forma clara e inequívoca a Prefeitura resolveu adotar tal procedimento. Se confirmados os indícios, devemos entrar com a devida ação legal para reparar os danos aos cofres públicos”, afirmou a prefeita Camila Machado.

Adicione seu comentario

Seu endereo de email no ser publicado.