Polícia prende dono da moto usada no atropelamento que matou jovem em Ipojuca

Agentes da 42ª Delegacia de Polícia realizaram a prisão do proprietário da motocicleta utilizada no atropelamento que vitimou a jovem Maria Vanessa Galdino na semana passada. Ela era funcionária da Panificadora Santo Antônio (Padaria de seu Peca) e foi atropelada nas proximidades das Lojas Americanas de Ipojuca.

Keviny Matheus emprestou a moto para Luciano Amaro da Costa, autor do acidente. Além de ter emprestado o veículo, ele cometeu o crime de denunciação caluniosa e prestou um boletim de ocorrência alegando que a motocicleta foi alvo de furto por parte de Luciano.

Com o andamento das investigações, a equipe comandada pelo delegado Ney Luiz Rodrigues constatou contradição no depoimento e com a ajuda das câmeras de monitoramento instaladas no município verificou que a moto não foi furtada e sim emprestada pelo proprietário.

Outros dois amigos de Keviny, identificados como Robson Sérgio Lopes e Diego Victor Costa também foram presos por prestarem falso testemunho, já que mentiram durante o depoimento para corroborar a versão do furto.

O proprietário da moto foi apresentando na audiência de custódia e os amigos liberados após pagarem a fiança de mil reais, cada um.

A TV Ipojuca Online entrou em contato com o delegado-titular da 42ª DP, Ney Luiz Rodrigues, para obter maiores esclarecimentos a cerca do caso. O delgado afirmou para nossa equipe que não poderia dar maiores detalhes devido a nova lei de abuso de autoridade.

No entanto, fica o alerta à população para quem comunica um crime falso as autoridades policiais pode responder por denunciação caluniosa. Quem for convocado para prestar depoimento na condição de testemunha e vier a mentir pode ser preso por falso testemunho.

text

Adicione seu comentario

Seu endereo de email no ser publicado.