Polícia prende dois homens por tráfico de drogas em Ipojuca

Uma operação realizada por agentes policiais da 42ª Delegacia de Polícia, coordenada pelo delegado Ney Luiz Rodrigues resultou na prisão de dois homens no bairro de São Miguel em Ipojuca pelos crimes de tráfico de drogas e Associação ao tráfico.

Eles, que não tiveram suas identidades reveladas seriam integrantes de uma facção criminosa denominada “Primeiro Comando de Ipojuca – PCI”.

As investigações tiveram início quando as autoridades de segurança foram informadas de que traficantes estariam utilizando um imóvel na região para armazenamento de drogas.

Ao se dirigirem ao local, fizeram vigilância e observaram três homens saindo do imóvel com sacolas plásticas, reforçando as suspeitas acerca da presença de drogas e outros ilícitos.

Os suspeitos se dirigiram a uma escadaria, quando a equipe policial cercou o local, realizando abordagem, sendo encontrados dois tabletes de maconha e 947 pedras de crack.

Um homem conseguiu fugir. Na fuga, deixou cair algumas pedras de crack e uma quantia de R$ 90,00, além de um celular da marca Samsung. Realizadas buscas, a polícia não conseguiu localizá-lo.

VARREDURA

Foram realizadas varredura na residência objeto da vigilância, sendo encontrados ainda oito tabletes de maconha e dois de crack. Os entorpecentes estavam escondidos dentro da estrutura de uma pia.

Também foram encontrados na casa rádios comunicadores, base de rádio, balança de precisão e todo aparato para a embalagem dos entorpecentes, além de apreendido uma motocicleta de um dos presos.

Após tomadas as medidas legais, os presos foram apresentados à custódia policial, onde aguardarão deliberação judicial.

PROPRIETÁRIA DO IMÓVEL

Empreendidas diligências, a Polícia conseguiu localizar a proprietária do imóvel onde a droga foi encontrada, a qual informou ter alugado a casa há cerca de dois meses para um mulher. No andar debaixo da casa da inquilina residia uma suspeita de pertencer à Facção PCI.

Ao se dirigir a residência da suspeita,a equipe Policial percebeu que as portas estavam abertas, como se alguém tivesse deixado o local as pressas, sendo encontrados na escada algumas pedras de crack espalhadas pelo chão. No interior do imóvel, foram encontradas 58 pedras de crack, e 13 comprovantes de depósitos bancários totalizando uma quantia de mais de R$ 20 mil.

text

Adicione seu comentario

Seu endereo de email no ser publicado.