Náutico vence Paraná de virada e sai da zona de rebaixamento

A vitória veio, mas foi no sufoco. De virada e com dois pênaltis desperdiçados, o Náutico venceu o Paraná por 2×1, nos Aflitos, nesta sexta (8), pela Série B do Campeonato Brasileiro. Kieza e Erick marcaram para os alvirrubros. O resultado tirou o Timbu da zona de rebaixamento, pulando para a 15ª posição, com 38 pontos. O clube pode terminar a noite uma posição abaixo, caso o Figueirense (17º, com 35) derrote o CSA, logo mais, no Orlando Scarpelli. Na pior das hipóteses, só voltará ao Z4 se o Vitória, hoje em 16º, derrotar o América/MG, sábado (9), no Independência.

Sem Hereda, Kevyn, Rafael Ribeiro e Ronaldo Alves, o Náutico precisou se desdobrar para montar seu sistema defensivo. Bryan retornou à lateral direita e Igor Miranda estreou pelo clube, no lado esquerdo. Na zaga, Camutanga ganhou a companhia de Carlão. Ainda assim, o histórico recente era positivo. O Timbu entrou em campo ostentando uma sequência de cinco jogos sem sofrer gols em casa. Marca que durou apenas 15 minutos diante do Paraná.

O Náutico tinha mais posse de bola, mas não criava chances perigosas. O Paraná mal passava do meio-campo. Mas quando passou, o time foi letal. Renan cobrou falta, Hurtado esticou a perna e desviou para o fundo do gol.

Para tentar virar o jogo, o Náutico centralizou as jogadas em Kieza. Aos 30, a tática parecia ter funcionado. O camisa 9 foi derrubado na área. Pênalti para o Timbu. Jean Carlos tinha nos pés a chance do empate. Mas o cobrador oficial das bolas paradas dos pernambucanos não foi para o lance. Coube a Kieza tentar o empate. Corrida lenta, cabeça baixa e chute fraco: combo perfeito para facilitar a defesa de Renan.

Tudo que Kieza não fez no lance do pênalti, ele tratou de fazer na jogada seguinte. Recebeu um ótimo passe pelo lado direito da grande área. Dessa vez, o camisa 9 não desperdiçou. Batida firme, no ângulo do goleiro, para se redimir e reanimar o Náutico nos Aflitos, deixando tudo igual no placar.

O segundo tempo começou com uma cena bem parecida do primeiro tempo: Kieza sendo derrubado na área. Outro pênalti para o Timbu. Agora, contudo, o camisa 9 deixou nos pés de Jean Carlos. O meia foi para a cobrança e…perdeu. Renan, sempre ele, esticou o braço para fazer a defesa.

Dois pênaltis perdidos com os dois principais nomes do time. Noite ingrata, mas que ainda tinha muita história a ser contada. Aos 18, Vinícius fez ótima jogada pela esquerda e cruzou rasteiro. Erick, com toda a tranquilidade, bateu colocado para decretar o triunfo alvirrubro nos Aflitos.

Ficha técnica

Náutico 2

Anderson; Bryan, Carlão, Camutanga e Igor Miranda (Renan Foguinho); Rhaldney, Trindade (Jhonnatan) e Jean Carlos (Ruy); Erick (Jorge Henrique), Vinícius (Marcos Vinícius) e Kieza. Técnico interino: Marcelo Rocha

Paraná 1

Renan; Phillipe Maia, Hurtado (Juninho), Fabrício e Gabriel Pires (Biteco); Higor Meritão, Thiago Alves (Gabriel) e Renan Bressan; Andrey (Jean Victor), Bruno Lopes (Bruno Gomes) e Andrew. Técnico: Márcio Coelho

Local: Aflitos (Recife/PE)
Horário: 19h15
Árbitro: Alisson Sidnei Furtado (TO). Assistentes: Fábio Pereira e Fernando Gomes da Silva (ambos de TO)
Gols: Hurtado (aos 15 do 1ºT), Kieza (aos 37 do 1ºT) e Erick (aos 18 do 2ºT)
Cartões amarelos: Bryan, Rhaldney, Erick, Marcos Vinícius (N); Gabriel Pires, Hurtado, Phillipe, Renan (P) Da Folha-PE

text

Adicione seu comentario

Seu endereo de email no ser publicado.