Mulher trans que teve 40% do corpo queimado passa por cirurgia para amputação de parte de outro braço

A mulher trans que teve 40% do corpo queimado em uma tentativa de homicídio, no Recife, passou por nova uma cirurgia, nesta quarta (30), no Hospital da Restauração (HR), na área central da cidade. Segundo os médicos, foi preciso amputar parte do braço direito de Roberta da Silva, de 33 anos, que já tinha sido submetida a uma operação para a retirada do braço esquerdo, no sábado (26).

De acordo com o chefe da Unidade de Queimados do HR, médico Marcos Barretto, a equipe médica só conseguiu preservar o braço de Roberta em uma área acima do cotovelo direito. Ele explicou que foi uma cirurgia de “terço do braço direito”.

O especialista disse, ainda, que a mulher trans foi levada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Após a cirurgia, realizada, ela se mantém acordada. “A paciente respira sem a necessidade de aparelhos”, afirmou.

A operação foi realizada pela cirurgiã vascular Maria José de Freitas. A intervenção terminou por volta das 16h30 desta quarta. O caso é considerado grave, segundo a equipe médica.

Na terça (29), a equipe médica do HR informou, por meio da assessoria de comunicação, que Roberta da Silva apresentava necrose progressiva no braço direito.

Via G1

Adicione seu comentario

Seu endereo de email no ser publicado.