Dom Helder é o primeiro hospital público em Pernambuco a adotar inteligência artificial na farmácia clínica

Cuidar da prescrição de medicamentos é fundamental em um hospital, e no Dom Helder, essa tarefa ganhou um aliado: o NoHarm.ai, sistema de inteligência artificial que auxilia na tomada de decisões, sendo um grande passo rumo à inovação e segurança do paciente.

O HDH, gerido pela Fundação Gestão Hospitalar Martiniano Fernandes (FGH), foi o primeiro hospital público em Pernambuco a adotar essa tecnologia, implantada em dezembro de 2023.

O sistema de inteligência artificial (IA) auxilia no acompanhamento das prescrições de medicamentos, reduzindo riscos de interações medicamentosas, impactos nas funções renais e hepáticas, reações alérgicas e duplicidades medicamentosas. Isso resulta em economia de recursos, ampliação da segurança do paciente e melhoria na qualidade assistencial.

O coordenador da farmácia do HDH, Adriano Lins, destacou que o sistema aumentou a segurança e a agilidade dos atendimentos. “A inteligência artificial ajuda a identificar antecipadamente possíveis riscos, permitindo que a equipe farmacêutica atue de forma mais eficiente na prescrição de medicamentos, proporcionando uma terapia medicamentosa mais segura e eficaz ao paciente”, explicou.

O Dom Helder já alcançou a marca de mil vidas impactadas com essa tecnologia inovadora, que tem garantido o correto tratamento dos pacientes.

Adicione seu comentario

Seu endereo de email no ser publicado.