STJ nega habeas corpus para o prefeito Lula Cabral, do Cabo de Santo Agostinho

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou, nesta terça-feira (6), habeas corpus para o prefeito Lula Cabral (PSB), do Cabo de Santo Agostinho, preso desde 19 de outubro por suspeita de participar de um esquema de transferência de R$ 92,5 milhões do Instituto de Previdência do Cabo de Santo Agostinho (Caboprev) para fundo de investimento composto por ativos de risco.

A solicitação foi protocolada na quinta-feira (5), pelos advogados do prefeito, e julgada nesta terça pela ministra Laurita Vaz. Lula Cabral teve a prisão decretada na primeira fase da Operação Abismo, deflagrada pela Polícia Federal.

A decisão do STJ tem previsão para ser publicada na quinta-feira (8). De acordo com a certidão, Lula Cabral responde na Justiça por corrupção passiva e pelos “crimes praticados por funcionários públicos contra a administração em geral”. O G1 tenta contato com a defesa do prefeito para repercutir o indeferimento do pedido de habeas corpus.

Moradores do Cabo de Santo Agostinho protestam na Câmara Municipal

Nesta terça-feira (6), moradores do Cabo de Santo Agostinho protestaram na Câmara Municipal e pediram a implantação de uma comissão especial para apurar denúncias de corrupção contra Lula Cabral. A implantação da comissão era discutida no momento do ato, mas a decisão foi adiada.

 

Fonte: G1 PE

text

Adicione seu comentario

Seu endereo de email no ser publicado.