Prefeitura do Ipojuca reforça fiscalização nas praias por causa do lockdown nos municípios vizinhos

Atenta à determinação estadual de restrições de isolamento social mais severas em alguns municípios da Região Metropolitana do Recife (RMR), a partir do sábado (16), a Prefeitura do Ipojuca, por meio da Secretaria Municipal de Defesa Social, irá reforçar as ações de fiscalização na cidade, especialmente nas praias. Existe uma preocupação que haja uma migração das pessoas que moram nas cidades em que haverá o lockdown (Recife, Olinda, Jaboatão, Camaragibe e São Lourenço da Mata) para as casas de veraneio que possuem em Porto de Galinhas, Muro Alto, Maracaípe, Serrambi e demais praias do litoral ipojucano, neste momento em que o Governo do Estado aumentou a restrição de isolamento.

Barreiras sanitárias serão feitas neste sábado (16) após o pedágio em Nossa Senhora do Ó, na entrada de Muro Alto e em Serrambi. “Tivemos que fazer um novo planejamento para colocar em prática nos próximos dias, quando começam as restrições mais severas na capital e em alguns municípios vizinhos. O Comitê Contra o Coronavírus do Ipojuca está prevendo que muitas pessoas virão para suas casas praia, mas precisamos garantir que esta migração não venha acompanhada da possibilidade de contaminação para os ipojucanos”, destacou o secretário de Defesa Social, Osvaldo Morais. Dos 15 municípios que compõem a Região Metropolitana do Recife, Ipojuca é o 6º com menor número de casos confirmados de COVID-19, segundo dados do Governo do estado até às 20h desta quinta-feira (14). São 62 casos com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 10 mortes.

De acordo com o secretário de Defesa Social, a praia de Serrambi, a cada feriado, tem recebido um grande fluxo de pessoas de outros municípios e, muitos deles, não têm respeitado os decretos municipal e estadual de interdição das praias. “Acredito que é um esforço de todo país que as pessoas entendam que isolamento social não significa férias. Existem determinações legais visando à saúde pública que precisam ser respeitadas”, reforçou Osvaldo Morais. Ele explicou que serão colocadas raias na praia de Serrambi para evitar que embarcações e jetski circulem. A Marinha também será acionada para dar apoio as ações de Ipojuca, bem como a Polícia Militar de Pernambuco. Segundo o secretário de Defesa Social do Ipojuca, o efetivo da Guarda Municipal também será aumentado nas praias e haverá reforço também da Autarquia Municipal de Trânsito (AMTTRANS) e da Secretaria de Meio Ambiente e Controle Urbano.

Por decisão da prefeita Célia Sales, as praias do litoral ipojucano foram fechadas no dia 22 de março, anterior, portanto, ao decreto estadual. “O fato de Ipojuca ser um corredor turístico, resolvemos tomar esta medida que foi bastante dura para o nosso povo, mas que, graças a Deus, garantiu que a contaminação aqui não fosse grande como era o esperado”, explicou a prefeita. Na Central de Monitoramento, que conta com 100 câmeras em todo o território, equipes realizam a observação 24 horas de todas as localidades da cidade. “Daqui, profissionais treinados visualizam locais de aglomeração e os agentes repassam as informações para as equipes de campo realizarem as abordagens orientado sobre a necessidade de ficar em casa para a própria saúde”, explica Osvaldo Morais. Haverá reforço ainda na fiscalização do comércio não essencial e no trabalho de desinfecção nas agências bancárias e casas lotéricas realizado pela Secretaria de infraestrutura.

text

Adicione seu comentario

Seu endereo de email no ser publicado.