Polícia Civil apresenta prisão de suspeitos de tráfico e homicídios no Cabo e Ipojuca

Na manhã desta segunda-feira (11), a Polícia Civil apresentou a prisão de cinco suspeitos de serem integrantes de quadrilhas que disputam o domínio do tráfico de drogas em Ipojuca, na Mata Sul, e no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, ambas cidades do Litoral Sul de Pernambuco. Os detalhes foram repassados pelo delegado Ney Luiz, titular de Ipojuca, e Natasha Dolci, do Cabo.

Segundo Luiz, em Ipojuca existem dois grupos que rivalizam o controle do tráfico. “Há uma disputa ao longo de vários anos entre a quadrilha denominada de ‘Trem Bala’ e outro grupo chamado ‘Turma do Serrinha’. Em decorrência disso, vêm ocorrendo vários homicídios e a polícia vem tentando combater essas mortes”, explicou.

O delegado relatou diversas prisões ocorridas no ano de 2018 de membros desses grupos. “Na última quinta-feira (7), prendemos uma das lideranças da Turma do Serrinha, um homem conhecido como Beto Rico”.

O preso é suspeito em cinco inquéritos de homicídio, além ter três mandados de prisão em aberto. Segundo a polícia, ele também foi preso por receptação. “Beto se encontrava no município do Cabo de Santo Agostinho, escondido. Ele ostentava armas e tem fotos dele com revólver, pistolas e uma espingarda calibre 12”, ressaltou Luiz.

“Mateus”
Outro homem preso na ação policial foi identificado como “Mateus”, ligado ao grupo “Trem Bala”. “No último dia 28 de fevereiro, Mateus e outros três indivíduos foram até a casa de um homem, que estaria cometendo roubos na área dominada pelo grupo”, contou Luiz. De acordo com as investigações, os quatro suspeitos foram ao local porque há um política da quadrilha que proíbe roubos na área onde ela domina.

“Eles pegaram essa vítima, tiraram de casa, amarraram os pés e as mãos e levaram para um canavial”, continuou o delegado. “Chegando lá, eles atiraram três vezes na cabeça dela, além de outra no ombro. A vítima sobreviveu ao ataque, pediu socorro e conseguiu ser levada para o HR (Hospital da Restauração, bairro do Derby, área central do Recife)”, pontuou.

“Com o depoimento dessa vítima, conseguimos chegar ao Mateus em Camela, onde ele morava com a família. Encontramos uma espingarda calibre 12 no local. Por conta da arma, prendemos o pai de Mateus, que disse ser o dono, e a irmã dele, que tentou se livrar da espingarda jogando no terreno ao lado”, relatou Ney Luiz.

O delegado acredita que a disputa entre a Trem Bala e a Turma da Serrinha seja responsável por 90% dos homicídios cometidos em Ipojuca.

Cabo de Santo Agostinho
Também na semana passada, a equipe liderada pela delegada Natasha Dolci, do Cabo, efetuou a prisão de um homem e apreendeu um adolescentes que atuariam no comércio de entorpecentes em uma praia do município. “Eles atuavam na própria praia e recebiam os entorpecentes de um indivíduo conhecido como ‘Padeiro’”, afirmou.

“Eles confessaram o crime e disseram quem era o fornecedor”, continuou Dolci. “Também levaram os policiais até o local onde estavam escondidas as drogas”, reforçou a delegada. Os suspeitos guardavam os entorpecentes em um quarto dentro da própria casa onde viviam.

Segundo a polícia, os suspeitos vendiam as drogas para os consumidores locais, sem foco em turistas. Eles foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação criminosa para o tráfico.

O homem conhecido como “Padeiro” chegou a ser preso, mas foi liberado na audiência de custódia. “No dia seguinte à soltura, nossas informações dão conta de que ele voltou a traficar”, informou Dolci. O suspeito está sendo investigado pela Polícia Civil.

 

 

Fonte: JC Online

text

Adicione seu comentario

Seu endereo de email no ser publicado.