Justiça nega recurso e Pedro Serafim está fora da disputa pela Prefeitura do Ipojuca em 2020

Uma decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) proferida no último dia 23 de outubro jogou um balde de água fria no ex-prefeito de Ipojuca, Pedro Serafim e em seus apoiadores que alimentavam o sonho de vê-lo novamente à frente do poder executivo municipal a partir de 2021.

O ex-gestor foi acusado de nomear a funcionária Gabriela Maria da Silva Souza, a pedido do ex-vereador Gilson José Ribeiro, o Gilson Fica Frio, em seu gabinete no período de 01/05/2007 à 01/08/2007 sem que a mesma tivesse dado um dia de expediente na administração municipal.

Como não há mais como recorrer, já que o agravo em recurso especial foi negado pelo STJ, tendo como relator o ministro Gurgel de Faria, Serafim, condenado por improbidade administrativa está inelegível.

A deliberação meche no tabuleiro eleitoral de Ipojuca. Com Pedro Serafim fora do páreo fica a expectativa em saber para onde vai o apoio político do ex-prefeito e seu grupo.

 

Clique AQUI para visualizar decisão

text

Adicione seu comentario

Seu endereo de email no ser publicado.