Ex-prefeita de Gameleira é presa

A Polícia Civil de Pernambuco deflagrou nesta quarta-feira (7) as operações Sequência Real e Carta Marcada que foi responsável por prender a ex-prefeita de Gameleira, Yeda Augusta Santos de Oliveira, outros suspeitos suspeitos de participar de uma organização criminosa que realizava crimes de lavagem de dinheiro, fraude em licitações e peculato nos municípios de Amaraji e Gameleira, na Zona da Mata Sul. De  acordo com a Polícia Civil a ex-prefeito e os ex-servidores são suspeitos de envolvimento em desvios que chegam aproximadamente ao valor de R$ 1 milhão.

“Os alvos são ex-servidores das Prefeituras de Gameleira e Amaraji que, na gestão passada, fraudavam licitações de serviços de assessoria técnica e jurídica, entre eles, cinco são mulheres e quatro homens. As empresas envolvidas ganhavam as licitações, mas não ofereciam os serviços à gestão”, destacou o gestor das Delegacias Especializadas, delegado Jean Rockfeller.

As investigações estão vinculadas ao Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Draco), sob a presidência da delegada Isabela Veras. Ao todo participam das duas operações, 150 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães.

Os detalhes destas operações serão apresentados à imprensa nesta quinta-feira (8) durante entrevista coletiva.

text

Adicione seu comentario

Seu endereo de email no ser publicado.