Em Ipojuca, idosos acamados serão vacinados em casa

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe vai funcionar em Ipojuca, município localizado no Litoral Sul de Pernambuco, de forma especial para atender os cuidados com o contágio e disseminação do Coronavírus. Idosos que estiverem com dificuldade de locomoção ou que estejam acamados serão vacinados em casa. Outra medida tomada pela Secretaria de Saúde municipal foi delimitar o período de vacinação e disponibilizar mais de 20 unidades de saúde para realizar a vacinação e diminuir a aglomeração. Só neste primeiro dia foram vacinadas 3.110 pessoas.

De acordo com o Ministério da Saúde, o público nesta primeira etapa, que antes eram restritos a idosos e profissionais de saúde, agora foi ampliado para pessoas acima dos 55 anos. As pessoas que se enquadram neste público devem procurar as Unidade de Saúde da Família ou as Policlínicas do Ipojuca, no período das 8h às 12h. Em caso de idosos impossibilitados de irem até os locais de vacinação, algum familiar deve entrar em contato como agente comunitário de saúde do bairro para agendar a vacinação em casa ou algum familiar pode ir até uma unidade de saúde e pedir que seja feita a vacinação em casa.

“Vamos fazer o que for preciso para diminuir os riscos de contágio do Coronavírus, principalmente neste momento em que os idosos são o grupo de risco da pandemia. A vacinação domiciliar será um esforço concentrado, mas é para o bem de todos”, afirmou o secretário de Saúde do Ipojuca, Wendel França. A etapa seguinte da campanha, conforme está determinado pela Ministério da saúde, terá início no dia 16 de abril e o público incluirá doentes crônicos, professores (rede pública e privada) e profissionais das forças de segurança e salvamento. A 3ª e última fase está prevista para o dia 9 de maio e priorizará crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas com deficiência, povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

Foto: Secom Ipojuca

text

Adicione seu comentario

Seu endereo de email no ser publicado.