Corregedoria Nacional avaliará a prestação dos serviços do MP em Pernambuco

Entre os dias 20 e 24 de agosto, a Corregedoria Nacional do Ministério Público realiza correição-geral no estado de Pernambuco. Nesse período, uma equipe composta por membros e servidores do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) fará a verificação do eficiente funcionamento dos serviços prestados no estado pelo Ministério Público da União (Ministério Público Federal, Ministério Público do Trabalho e Ministério Público Militar) e pelo Ministério Público Estadual.

O objetivo é avaliar a efetividade da atuação funcional dos órgãos de forma que seja possível mensurar se as instituições do Ministério Público estão devidamente estruturadas para atender com efetividade às carências sociais, e se os membros e servidores estão atuando de forma harmônica e coordenada para produzir resultados práticos para os cidadãos.

Os trabalhos da Corregedoria Nacional do MP vão avaliar a atuação meio e fim do Ministério Público, de modo que 19 equipes estarão distribuídas no Recife e em cidades-polo como Caruaru, Petrolina, Cabo de Santo Agostinho, Garanhuns, Salgueiro e Serra Talhada. Haverá, ainda, enfoque na área temática da infância e juventude. Serão realizadas visitas aos órgãos de execução do Ministério Público e às unidades de internação, semiliberdade e acolhimento para crianças e adolescentes.

Durante a correição, a equipe da Corregedoria Nacional também fará atendimento direto ao público. Sugestões, reclamações, elogios e denúncias em relação às instituições inspecionadas serão registrados pela Corregedoria. Os locais e horários de atendimento serão divulgados em breve no Portal do CNMP.

Preparação

Em função dos trabalhos correicionais, nessa quinta-feira, 7 de junho, integrantes da Corregedoria Nacional do MP se reuniram com representantes do Ministério Público do Estado de Pernambuco (MP/PE) e dos ramos do MPU para apresentar a metodologia do trabalho que será feito em todas as instâncias do MP sediadas em Pernambuco. O encontro foi realizado no Salão dos Órgãos Colegiados, na sede do MP/PE.

Na ocasião, o coordenador-geral da Corregedoria Nacional, Rinaldo Reis Lima, destacou que a atividade correicional “é de parceria, buscando melhorar a prestação de serviço do MP brasileiro, e não tem a finalidade apenas de procurar erros e punir os responsáveis”. Ele ainda informou aos presentes que a Corregedoria está aberta a receber sugestões de todos os membros a fim de aprimorar sua atuação. “Os indicativos de correções que devem surgir são de extrema importância para que possamos sanar eventuais falhas e contribuir para uma prestação de serviço ainda mais qualificado para o povo pernambucano”, ressaltou o procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros.

Ainda estiveram no evento, o coordenador de inspeções e correições, Cesar Henrique Kluge (foto); e os membros auxiliares Fabiano Mendes Rocha e Clístenes Bezerra de Holanda.

text

Adicione seu comentario

Seu endereo de email no ser publicado.