Coronavírus: Procon Ipojuca fiscaliza preços abusivos em farmácias e mercados

O Procon Ipojuca, vinculado ao Gabinete da administração municipal, realizou, na manhã desta quinta-feira (19) uma fiscalização educativa em diversos locais do município para verificar a prática abusiva nos preços dos produtos que estão sendo fundamentais nesse período de pandemia do Coronavírus. A equipe circulou por farmácias do Centro da cidade, na vila de Porto de Galinhas, nos distritos de Camela, Nossa Senhora do Ó e Serrambi para identificar se os estabelecimentos estão comercializando produtos, a exemplo do álcool em gel, com valores acima do mercado.

“Nossa ação de fiscalização é referente à venda ou ao preço abusivo aplicado ao consumidor nessa época de pandemia do Coronavírus. Recebemos denúncias de valores abusivos. Mesmo naquelas que não possuem no momento o produto, nós solicitamos as notas fiscais antigas para verificar se o preço antigo condiz com o praticado atualmente”, destacou a diretora do Procon Ipojuca, Tânia Barros. Segundo ela, em alguns estabelecimentos, foram recebidas denúncias que um álcool em gel de 40 ml estava sendo vendido a R$20. Em outros locais, mesmo em falta, o produto com 500 ml custa em torno de R$14.

Como o Procon Ipojuca não é municipalizado, em situações de identificação da irregularidade, a equipe aciona o Procon Pernambuco, que possui poder de polícia e pode notificar ou até mesmo fechar o estabelecimento. O agricultor Heráclito Cabral parabenizou a atuação do órgão nos locais. “Uma ação importante porque tem muito dono de farmácia se aproveitando dessa situação para vender o produto mais caro, mesmo o povo precisando”, disse o consumidor.

A fiscalização também incluiu alguns mercados para verificar se há superfaturamento de outros produtos, garantindo que a população não esteja extorquida. “Uma iniciativa boa que visa proteger o consumidor do ato abusivo, como agora por conta desse Coronavírus, o pessoal se aproveitando da necessidade da população e aumentando o valor das mercadorias”, comemorou o motorista Luciano Gutenberg.

Novas ações estão programadas em outras localidades do Ipojuca. Para denunciar casos de venda de produtos com preços abusivos, o cidadão pode entrar em contato pelo telefone do Procon Ipojuca 3551.0345 ou pelo serviço de denúncia de preço abusivo do Procon Pernambuco 0800.282.1512.

text

Adicione seu comentario

Seu endereo de email no ser publicado.