A detalhes da classificação, Santa Cruz estuda melhor estratégia visando série de mata-matas

Somente uma catástrofe pode tirar a classificação do Santa Cruz às quartas de final da Série C. Tanto é que o técnico Roberto Fernandes, à essa altura do campeonato, tem em mente outras preocupações. Primeiro, planeja a melhor estratégia possível para chegar com o elenco fisicamente inteiro à fase de mata-matas. E porque, em seguida, com a segunda posição do Grupo A alcançável, o treinador mira ultrapassar o Atlético-AC na última rodada e obter a vantagem de fazer o jogo que valerá o acesso à Série B no Arruda.

O que deixou o cenário da derradeira 18ª rodada do Campeonato Brasileiro em aberto foi a surpreendente vitória do Confiança sobre o Atlético-AC, por 3 a 0, em Rio Branco. Com o êxito, a equipe sergipana, que não vencia havia dez jogos, voltou para o páreo, ainda que com chances remotas. Para passar o quarto colocado, o Botafogo-PB, ou o Santa Cruz, terceiro colocado, ambos com 25 pontos, o Confiança precisaria vencer o Globo-RN em casa e torcer por derrotas dos rivais. Mas não é só. Teria ainda que superar uma diferença de saldo de gols que é de seis gols para os paraibanos e nove gols para os tricolores. Missão improvável.

Por outro lado, a derrota da equipe acreana deixou o Santa Cruz apenas a dois pontos da vice-liderança. Para alcançá-la, o Tricolor precisa vencer o Salgueiro, sábado, no Arruda, e torcer por um tropeço do Atlético fora de casa com o ABC, que já não tem aspirações na competição. “O Santa Cruz vai brigar pela vitória (contra o Salgueiro). Podemos, sim, terminar no segundo lugar e buscar a nosso favor fazer o segundo jogo dentro de casa. Então, essa vai ser a tônica da semana. Não cabe zona de conforto, independentemente de já estar ou não estar classificado neste momento. Então vamos buscar a vitória em cima do Salgueiro, que devem vir também no jogo da vida deles”, disse o técnico Roberto Fernandes.

Poupar?

A escalação do Santa Cruz para enfrentar o Salgueiro se desenha como uma enorme interrogação. Isso porque, além de ter três atletas suspensos pelo terceiro cartão amarelo, o clube estuda ainda a possibilidade de poupar outros e dar ritmo de jogo a quem não vem tendo oportunidade. Nesse contexto, dois atletas, vetados para a última rodada, serão reavaliados ao longo desta semana: o volante Carlinhos Paraíba e o atacante Robinho. Ambos tratados como dúvidas para a última rodada da primeira fase da Série C.

Roberto Fernandes irá se reunir com os departamentos médico e físico nesta semana a fim de tratar do desgaste dos atletas. O zagueiro Danny Morais, o volante Willian Maranhão e o meia Arthur Rezende tomaram o terceiro amarelo diante da Juazeirense no último sábado e já estão fora. Pela precaução adotada pelos médicos do clube, a possibilidade de ter Carlinhos e Robinho novamente vetados para sábado que vem é real – embora ambos não sofram de nenhum problema grave. De quebra, o goleiro Tiago Machowski, os zagueiros Eduardo Brito e Augusto Silva e os meias  meia Geovani Jailson estão pendurados com dois amarelos.

“A gente tem que preparar a equipe para o mata-mata. Acho que, nesse momento, a imprensa e o torcedor sabem o time titular do Santa Cruz. Você tem uma lesão, uma suspensão, mas a ideia é chegar no mata-mata com o máximo de atletas aptos para jogar. Então pode ser um jogo que a gente dê a chance para esses atletas ganharem ritmo de jogo”, pontuou Roberto Fernandes.

 

Fonte: Superesportes PE

text

Adicione seu comentario

Seu endereo de email no ser publicado.